segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Escolha de profissão

Nessa reta final das férias andei pensando que desde criança nos perguntam o que queremos ser quando crescer.
Quando somos pequenos, essa parece ser uma pergunta bem fácil. Na maioria das vezes temos uma resposta logo de cara. Parece que é só escolher um nome e, simplesmente, dizer.
Quando crescemos percebemos que é bem difícil tomar essa decisão. Não é apenas uma questão de escolha. É o nosso futuro. É o que faremos ao longo da maior parte da nossa vida! Como podemos tomar essa decisão quando, na maioria das vezes, ainda nem somos maior de idade?! Como podem cobrar isso da gente?!
Quando finalmente fazemos nossa escolha e nos formamos, nós entramos no mercado de trabalho e vemos que praticamente nada é como imaginávamos!
Sonhamos o tempo todo querendo fazer várias coisas, dizendo que tomaríamos diversas atitudes, que não aceitaríamos certas situações, que tínhamos certeza de que seríamos felizes com a decisão que tomamos, e tantas outras coisas, que, quando se tornam realidade, nós nos damos conta de que nada vai ser como esperávamos que fosse.

Nessa hora temos que tomar uma decisão: ou continuamos firmes fazendo aquilo que escolhemos ou mudamos para algo que seja melhor ou mais fácil. A grande questão é saber o que vale mais a pena: seguirmos nossa vocação e nos "arrependermos" várias vezes por estarmos seguindo um caminho tão difícil, ou deixar o que sabemos fazer de verdade de lado e seguir por um caminho bem mais fácil e de retorno muito maior, que, com certeza, facilitará demais a nossa vida, mas que nunca será exatamente o que deveríamos ser!

Alguém aí já tomou essa decisão?!
Beijos!