quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Aprendizagem do ano de 2013

Quando se aproxima a Noite do Ano Novo, todas as pessoas começam a refletir o que aconteceu nas suas vidas ao longo daquele ano, e, chegando ao fim de 2013, o que eu aprendi é que tudo depende de nós.

Depois de um ano tão atarefado como eu tive, com muita correria, muita novidade, muitos detalhes para organizar e realizar, eu vi o quanto precisamos nos esforçar para realizarmos tudo, e a melhor maneira de conseguir ter tudo resolvido é fazendo sozinho.

Uma das piores coisas que existem no mundo é depender de alguém. Qualquer que seja a pessoa. Quanto mais você esperar que ela faça algo por você, mais você vai se decepcionar, se arrepender, se revoltar.

Todos passam por isso. Não há ninguém que possa dizer que nunca se decepcionou com alguém alguma vez na vida. Por mais que você se esforce, você nunca estará fazendo o suficiente para aquela pessoa te elogiar, e você tem medo de dar vários passos por causa da inconstância dela.

Enfim, o melhor é você tentar resolver tudo o que é destinado a você. Se alguém te oferecer ajuda, é claro que pode e deve aceitar, mas, o ideal, é sempre ter consciência de que essa pessoa pode desistir no meio do caminho. Aí é a sua vez de se manter firme, superar a decepção e dar seguimento com seus próprios passos. No final das contas, acredite, por mais que nos seja tremendamente mais cansativo e estressante, quando fazemos tudo com nossas próprias mãos nos sentimos muito mais felizes, orgulhosos e leves.

E vocês? O que aprenderam em 2013?

Beijos!